Hora Brasileira

Bolsonaro é acusado de tentar esconder alvos da PF no Palácio da Alvorada – Segundo a notícia exclusiva do UOL

Publicidade

Bolsonaro é acusado de tentar esconder alvos da PF no Palácio da Alvorada – Segundo a notícia exclusiva do UOL

Bolsonaro é acusado de tentar esconder alvos da PF no Palácio da Alvorada, revelações na delação de Mauro Cid. Segundo o site UOl.
Bolsonaro e Mauro Cid
Bolsonaro e Mauro Cid

O ex-presidente Jair Bolsonaro se encontra novamente no centro de uma controvérsia, à medida que mais revelações surgem de uma delação premiada. O tenente-coronel Mauro Cid, que prestou depoimento como parte dessa delação, alegou que Bolsonaro tentou esconder alvos da Polícia Federal no Palácio da Alvorada, a residência oficial do presidente. O motivo seria evitar suas prisões, especialmente a de um influente apoiador do ex-presidente, Oswaldo Eustáquio, que acabou fugindo para o Paraguai. Esta alegação levanta questões sobre as relações de Bolsonaro com figuras polêmicas e seus supostos planos antidemocráticos. Neste artigo, exploraremos os detalhes dessas acusações e as implicações políticas que elas trazem, com base em uma notícia exclusiva do UOL.

Bolsonaro e o Palácio da Alvorada: uma tentativa de ocultar alvos da PF?

Segundo o depoimento de Mauro Cid, Bolsonaro teria ordenado que Oswaldo Eustáquio, sujeito de inquéritos conduzidos pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, ficasse escondido no Palácio da Alvorada para evitar sua prisão. No entanto, a defesa de Bolsonaro negou categoricamente essas acusações, alegando que o ex-presidente não mantinha relações próximas com Eustáquio e que seria impossível esconder alguém no Palácio da Alvorada, devido à quantidade de pessoas que trabalham no local.

A defesa de Bolsonaro e a visão de Eustáquio

O influenciador bolsonarista Oswaldo Eustáquio, que chegou a ser recebido por Bolsonaro no Palácio da Alvorada em dezembro, nega que a intenção fosse se refugiar no local por causa de uma possível ordem de prisão. Eustáquio afirmou que, no dia de sua visita, conversou apenas com o tenente-coronel Cid e o ajudante de ordens Vinicius Coelho, e que não estava enfrentando questões judiciais em seu desfavor naquela data.

O papel de Mauro Cid e as revelações na delação premiada

Mauro Cid, ex-ajudante de ordens da Presidência, desempenhou um papel crucial ao dissuadir Bolsonaro de esconder Eustáquio no Palácio da Alvorada, argumentando que isso poderia gerar sérios problemas legais perante o STF. Este depoimento faz parte de sua delação premiada, que também revelou outras informações sensíveis. Mauro Cid denunciou a atuação de Bolsonaro em um plano golpista para contestar o resultado das eleições e a confecção de falsos certificados de vacina em nome do ex-presidente e de sua filha Laura.

O papel dos radicais e do Gabinete do Ódio

Cid também detalhou a relação de Bolsonaro com militantes radicais que incentivaram a ruptura com as instituições democráticas, assim como a atuação do chamado Gabinete do Ódio, um grupo de assessores do Palácio do Planalto responsável por promover ataques às autoridades públicas e instituições nas redes sociais.

Conclusão:

As acusações feitas por Mauro Cid na sua delação premiada trazem à tona questões importantes sobre a conduta do ex-presidente Jair Bolsonaro durante seu mandato e sua relação com apoiadores controversos. Enquanto Bolsonaro nega veementemente as alegações, as revelações de Cid abrem espaço para uma investigação mais aprofundada por parte das autoridades. Esta notícia exclusiva do UOL certamente terá repercussões na política brasileira e merece uma análise cuidadosa à medida que mais detalhes emergirem.

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo