Hora Brasileira

Bolsonaro é interrogado pela PF sobre fraude em cartões de vacina

Bolsonaro é interrogado pela PF sobre fraude em cartões de vacina

O presidente Jair Bolsonaro prestou depoimento na sede da Polícia Federal em Brasília sobre um suposto esquema de fraude em dados de vacinação contra a Covid-19. A investigação apura denúncias de que pessoas teriam recebido cartões de vacina com informações falsas ou adulteradas, com o objetivo de inflar os números de vacinados no país e beneficiar politicamente o governo Bolsonaro. Bolsonaro negou qualquer envolvimento ou conhecimento do esquema e disse que confia na atuação dos órgãos responsáveis pela vacinação.

O presidente Jair Bolsonaro chegou à sede da Polícia Federal em Brasília na manhã desta segunda-feira (16) para prestar depoimento na investigação que apura um suposto esquema de fraude em dados de vacinação contra a Covid-19.

Segundo a PF, o inquérito foi aberto a pedido do Ministério Público Federal, que recebeu denúncias de que pessoas teriam recebido cartões de vacina com informações falsas ou adulteradas.

A suspeita é de que o esquema teria como objetivo inflar os números de vacinados no país e beneficiar politicamente o governo Bolsonaro, que enfrenta críticas pela demora e pela falta de planejamento na imunização da população.

O depoimento do presidente foi marcado para as 10h e durou cerca de uma hora. Ele saiu sem falar com a imprensa e foi direto para o Palácio do Planalto.

De acordo com fontes ouvidas pelo G1, Bolsonaro negou qualquer envolvimento ou conhecimento do esquema e disse que confia na atuação dos órgãos responsáveis pela vacinação, como o Ministério da Saúde e o Programa Nacional de Imunizações.

O presidente também afirmou que sempre defendeu a vacinação voluntária e que nunca interferiu na compra ou na distribuição de vacinas.

A PF informou que o inquérito está sob sigilo e que não vai se manifestar sobre o depoimento. O MPF também não se pronunciou sobre o caso.

A investigação sobre a fraude nos cartões de vacina é mais uma das frentes que envolvem o presidente Bolsonaro na questão da pandemia.

Ele também é alvo de uma CPI no Senado, que apura possíveis omissões e irregularidades do governo federal no enfrentamento da crise sanitária.

Além disso, ele responde a um inquérito no Supremo Tribunal Federal por suposta prevaricação na negociação da compra da vacina indiana Covaxin, que teria indícios de superfaturamento e de favorecimento a intermediários.

Bolsonaro nega todas as acusações e diz que é vítima de perseguição política.

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo