Hora Brasileira

Disparidade Salarial entre Gêneros

Publicidade

Disparidade Salarial entre Gêneros

Mulheres ganham menos que homens em 82% das áreas de atuação no Brasil, de acordo com o IBGE, com uma remuneração média 17% inferior à dos homens.

O IBGE informou que em 2022, mulheres receberam salários menores em 82% das principais áreas de atuação no Brasil, destacando a persistente desigualdade salarial entre gêneros.

Em apenas 18% das 357 áreas de atuação analisadas, as mulheres tinham salários iguais ou superiores aos dos homens, evidenciando a disparidade generalizada.

Setores com alta presença feminina, como Saúde, Educação e Artes, registraram salários médios menores para mulheres em comparação aos homens.

Na área de Saúde humana e serviços sociais, as mulheres ganhavam em média R$ 2.514,52, enquanto os homens recebiam R$ 2926,35.

Em Educação infantil e ensino fundamental, as mulheres ganhavam em média R$ 3.932,52, comparado aos R$ 4845,77 dos homens.

No setor de Artes, cultura, esporte e recreação, as mulheres recebiam em média R$ 2.470,35, enquanto os homens ganhavam R$ 2603,15.

A média salarial das mulheres foi de R$ 3.241,18, 17% menor que a média dos homens, que foi de R$ 3791,58, conforme dados de 2022.

O estudo utilizou dados do Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) de 2022, excluindo Microempreendedores Individuais (MEI), focando nos salários de empregados assalariados.

A maior diferença salarial foi na fabricação de mídias, onde homens ganhavam R$ 7509,33 e mulheres R$ 1834,09. Já em organismos internacionais, mulheres ganharam 47,7% mais que os homens.

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo