Hora Brasileira

E-mails revelam pedras preciosas para Bolsonaro deveriam ser “entregues em mão

Publicidade

E-mails revelam pedras preciosas para Bolsonaro deveriam ser “entregues em mão

Detalhes surgem sobre o escândalo das joias sauditas, indicando que pedras preciosas para Bolsonaro e sua esposa foram retidas sem o devido registro.
Jair Bolsonaro e Mauro Cid
Jair Bolsonaro e Mauro Cid

Um e-mail obtido pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) de 8 de janeiro sugere uma diretriz intrigante – um presente ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) não deveria ser registrado e deveria ser “entregue em mão” ao ex-assistente Mauro Cid.

Detalhes do E-mail

Esta mensagem de e-mail foi escrita por Cleiton Henrique Holzschuk, ex-coordenador administrativo da Ajudância de Ordens do Palácio do Planalto. Ele instruiu que as pedras preciosas presenteadas a Bolsonaro fossem entregues pessoalmente a Cid. Este e-mail foi enviado em 27 de outubro de 2022 e agora está sob sigilo judicial.

Conteúdo da Mensagem

De acordo com o conteúdo da mensagem, revelado pela CNN, dois pacotes contendo pedras preciosas, um para Jair Bolsonaro e outro para sua esposa, Michelle Bolsonaro, foram armazenados em um “grande cofre”. Os presentes, recebidos em 26 de outubro de 2022, em Teófilo Otoni, Minas Gerais, não deveriam ser registrados a pedido de Cid, e deveriam ser entregues pessoalmente a ele.

A Situação de Cid e a Conexão Saudita

Cid, atualmente em prisão preventiva, está sendo investigado pelo escândalo das joias sauditas. A Polícia Federal (PF) suspeita que ele tentou liberar um presente retido pela Receita Federal. Em 2021, o príncipe da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman Al Saud, presenteou Bento Albuquerque, então Ministro de Minas e Energia (representando Bolsonaro em uma visita ao país), com dois conjuntos de joias.

Regulamentações da Receita Federal

Estes presentes, no entanto, não foram declarados como presentes de Estado, o que os teria isentado de impostos na chegada ao Brasil e fornecido a devida documentação. Um dos conjuntos de joias, que continha um colar, um anel, um relógio e um par de brincos de diamantes, foi encontrado e apreendido pela Receita Federal. Vale ressaltar que a Receita Federal exige que todos os produtos com valor superior a US$ 1.000 sejam declarados na entrada no país, o que não foi feito neste caso.

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo