Hora Brasileira

Eduardo Bolsonaro é cortado ao vivo em TV argentina ao defender armas

Publicidade

Eduardo Bolsonaro é cortado ao vivo em TV argentina ao defender armas

Eduardo Bolsonaro defende armas em entrevista na Argentina. Polêmica declaração gera controvérsias sobre política e segurança.

No último domingo, o deputado federal brasileiro Eduardo Bolsonaro (PL) teve sua entrevista na rede de televisão argentina C5N abruptamente interrompida ao expressar seu apoio ao porte de armas como uma forma de “legítima defesa”. Essa polêmica declaração aconteceu enquanto o parlamentar estava no país vizinho para demonstrar seu apoio a Javier Milei, um candidato de direita que compartilha ideias similares às do ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro (PL), incluindo a proposta de armar civis.

Eduardo Bolsonaro manifestou sua crença de que Javier Milei tem todas as condições para implementar uma política semelhante à do governo Bolsonaro no Brasil na Argentina, argumentando que não há motivo para que o Brasil esteja em um estado diferente da Argentina, que enfrenta uma crise. Ele afirmou que fornecer armas de fogo aos cidadãos é uma maneira de garantir sua legítima defesa.

No entanto, o apresentador da C5N, o jornalista e analista Gustavo Sylvestre, não poupou críticas a Eduardo Bolsonaro, declarando: “Muito generosa é a Argentina e os argentinos por receber este tipo de gente… Por isso que os brasileiros, com lógica, tiraram o seu pai do poder, felizmente.”

A entrevista de Eduardo Bolsonaro ocorreu em frente ao local de campanha de Milei, no Hotel Liberdade, em Buenos Aires, e foi transmitida por um dos canais de televisão mais influentes da Argentina, o C5N.

Além de Eduardo Bolsonaro, outros parlamentares brasileiros estiveram na Argentina no mesmo dia para demonstrar seu apoio à candidatura de Javier Milei. Um grupo de 69 deputados assinou uma carta que foi entregue ao candidato libertário, na qual criticam o atual presidente argentino, Alberto Fernández, um dos principais aliados do presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva na América Latina. Eles também mencionaram o alto índice de inflação na Argentina e tentaram estabelecer ligações entre a esquerda argentina e regimes autoritários.

Essa visita e as declarações de Eduardo Bolsonaro têm gerado controvérsias e debates tanto no Brasil quanto na Argentina, destacando as diferenças políticas entre os dois países vizinhos.

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo