Hora Brasileira

Empresário Argino Bedin Associado a Financiamento de Atos Antidemocráticos

Publicidade

Empresário Argino Bedin Associado a Financiamento de Atos Antidemocráticos

A relatora da CPMI do 8 de Janeiro, senadora Eliziane Gama, associa o empresário Argino Bedin ao financiamento de movimentos antidemocráticos e outros atos subversivos.
Argino Bedin e o presidente da CPMI, deputado Arthur Maia, ouvem a relatora, Eliziane Gama.
Argino Bedin e o presidente da CPMI, deputado Arthur Maia, ouvem a relatora, Eliziane Gama.

Com habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para se calar diante do que lhe imputaria a autoincriminação, o empresário Argino Bedin exerceu o direito de não responder às perguntas em depoimento à CPMI do 8 de Janeiro.

Associação ao Financiamento Antidemocrático:

Mesmo sem respostas, a relatora do colegiado, senadora Eliziane Gama, associou a testemunha ao envio de caminhões a Brasília e ao financiamento de movimentos antidemocráticos.

Posicionamento Político de Bedin:

A relatora destacou que o empresário estava na reunião como um “militante político do bolsonarismo”, conforme investigações judiciais e da CPMI, e não como representante do agronegócio.

Investigações da Abin:

Bedin foi questionado sobre um relatório da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) que citava empresários que financiaram os atos de 8 de janeiro, como bloqueio de rodovias e envio de comboios para Brasília.

Caminhões Direcionados a Brasília:

Segundo o relatório, 272 caminhões foram direcionados à capital federal, sendo que 72 eram da cidade de Sorriso (MT) onde Bedin é sojicultor. A relatora afirmou que 5 desses caminhões pertenciam ao empresário e 11 a seus familiares.

Consequências dos Ataques:

Eliziane descreveu os ataques após as eleições de 2022, como fechamento de rodovias e tentativas de derrubada de torres de transmissão, que obstruíram direitos constitucionais e causaram prejuízos econômicos e humanitários.

Vídeos de Provas:

A relatoria solicitou a transmissão de vídeos, incluindo um que mostrava o impedimento de uma família em Mato Grosso de seguir viagem para uma cirurgia.

Ações Terroristas:

Eliziane enfatizou que impedir ambulâncias e pessoas em situações graves de transitar é um ato desumano e criminoso, classificando alguns dos atos como terroristas.

Alertas da Abin:

A senadora relatou alertas da Abin sobre encaminhamentos de caminhões e tentativas de explosões em rodovias, bem como ataques a concessionárias.

Associação de Empresários:

A relatora apontou a associação de empresários com movimentos como o Brasil Verde e Amarelo e entidades do setor rural, como a Aprosoja, suspeitas de financiar protestos golpistas.

Financiadores e Apoiadores:

Eliziane destacou o perfil dos financiadores e apoiadores do ex-presidente Bolsonaro, incluindo Bedin, que possuíam um significativo arsenal de armas.

Relatório de Inteligência Financeira:

A CPMI obteve relatórios que mostravam que o grupo Bedin recebeu R$ 4 milhões do grupo BMP Participações e fez transferências não declaradas à Justiça Eleitoral.

Patrimônio de Bedin:

Eliziane revelou que Bedin, um dos mais ricos do Brasil, possui 13 fazendas e um patrimônio multimilionário, sendo agora investigado por envolvimento em atos antidemocráticos.

Fonte: Agência Senado

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo