Hora Brasileira

Evacuação em Gaza Antecipa Ofensiva Israelense

Publicidade

Evacuação em Gaza Antecipa Ofensiva Israelense

Israel planeja evacuar civis de Rafah, em Gaza, antes de uma invasão esperada, em meio a críticas internacionais e tensões crescentes.

O Primeiro-Ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou na sexta-feira a ordem ao exército para preparar um plano de evacuação dos civis de Rafah, antes de uma invasão israelense esperada na cidade densamente povoada ao sul de Gaza. A declaração ocorre após intensas críticas internacionais, incluindo dos Estados Unidos, sobre as intenções israelenses de mover forças terrestres para a cidade, que faz fronteira com o Egito e tinha uma população pré-guerra de aproximadamente 280.000 pessoas, mas agora abriga cerca de 1,4 milhão de pessoas adicionais após fugirem de combates em outras áreas de Gaza.

Israel declara que Rafah é o último reduto do Hamas em Gaza após mais de quatro meses de guerra. “É impossível alcançar o objetivo da guerra de eliminar o Hamas deixando quatro batalhões do Hamas em Rafah”, disse o gabinete de Netanyahu, destacando a necessidade de evacuação civil das áreas de combate. A guerra foi declarada após milhares de militantes do Hamas invadirem o sul de Israel, levando a uma ofensiva aérea e terrestre israelense que resultou em aproximadamente 28.000 palestinos mortos, a maioria mulheres e menores, e deslocou cerca de 80% da população de Gaza.

A operação de evacuação e invasão enfrenta críticas e desafios significativos, incluindo onde os civis deslocados poderão ir, dadas as amplas destruições, especialmente no norte de Gaza, e as advertências do Egito sobre o deslocamento de palestinos para seu território. Comentários de altos funcionários dos EUA indicam um aumento da fricção com Netanyahu, especialmente após críticas do Presidente Joe Biden sobre a conduta de Israel na guerra ser “exagerada”.

Enquanto isso, esforços estão sendo feitos para mediar um cessar-fogo entre Israel e o Hamas, com o Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, trabalhando com Egito e Catar. No entanto, Netanyahu rejeitou as demandas do Hamas por um acordo de reféns, mantendo a posição de buscar uma “vitória total”.

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo