Hora Brasileira

Modelo brasileira é morta a tiros pela polícia nos EUA após discussão com namorado

Publicidade

Modelo brasileira é morta a tiros pela polícia nos EUA após discussão com namorado

Gleise Graciela Firmiano foi morta pela polícia dos Estados Unidos no dia 30 de janeiro. A modelo do Alagoas, que tinha 30 anos, morreu na Califórnia. Seus parentes, que só ficaram sabendo da morte em 9 de fevereiro,
Gleise Graciela Firmiano
Gleise Graciela Firmiano

Gleise morava nos EUA há oito anos e pretendia retornar ao Brasil em abril. A triste ocorrência aconteceu no condado de San Bernardino, no final de janeiro.

De acordo com informações preliminares fornecidas à família dez dias após o incidente, a modelo teria deixado sua casa com uma arma e um cachorro após uma discussão com seu namorado americano, que chamou a polícia.

A modelo foi localizada pelos policiais pouco tempo depois, em uma trilha, e, durante um confronto ainda não esclarecido, foi morta a tiros. Inicialmente, o porta-voz dos investigadores declarou que não havia indícios de que a mulher tivesse disparado contra os agentes.

Entretanto, a versão das informações repassadas à família parece ter sofrido alterações. Cleane Firmiano, irmã de Gleise, afirma que, após a repercussão do caso, as autoridades de Los Angeles alegam que a modelo disparou contra os policiais, que teriam reagido primeiro com uma arma de choque (taser) e, em seguida, com armas de fogo.

A família de Gleise pretende trazer seu corpo de volta ao Brasil para um velório próprio. Porém, para que isso aconteça, é necessário desembolsar um valor em torno de R$ 75 mil. Os Firmianos, família de Penedo, interior de Alagoas, não têm esse dinheiro para transportar o corpo.

Segundo Cleana, ela entrou em contato com o consulado de Los Angeles sobre o transporte do corpo, que respondeu que isso é resolvido pelo governo brasileiro, principalmente pelo Itamaraty. O Itamaraty respondeu dizendo que não resolve esse tipo de coisa.

Cleane disse ainda que as versões dadas pela polícia à família sobre o assassinato de Gleise divergem. Em resposta, o Itamaraty afirmou que não é responsável pela transferência do corpo, mas que ajudará no que puder.

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo