Hora Brasileira

Primeiro-Ministro Palestino Mohammad Shtayyeh renuncia em busca de consenso sobre Gaza

Primeiro-Ministro Palestino Mohammad Shtayyeh renuncia em busca de consenso sobre Gaza

Shtayyeh anuncia renúncia para promover entendimento palestino sobre Gaza.
Primeiro-Ministro Palestino Mohammad Shtayyeh renuncia em busca de consenso sobre Gaza. Shtayyeh anuncia renúncia para promover entendimento palestino sobre Gaza.
Primeiro-Ministro Palestino Mohammad Shtayyeh renuncia em busca de consenso sobre Gaza. Shtayyeh anuncia renúncia para promover entendimento palestino sobre Gaza.

O primeiro-ministro palestino, Mohammad Shtayyeh, anunciou sua renúncia nesta segunda-feira (26), visando facilitar a formação de um amplo consenso entre os palestinos em relação aos acordos políticos, em meio à recente escalada de violência entre Israel e o grupo islâmico Hamas na região de Gaza.

A renúncia de Shtayyeh surge em um momento de crescente pressão dos Estados Unidos sobre o presidente Mahmoud Abbas para que este reestruture a Autoridade Palestina (AP). Tal iniciativa se dá em consonância com os esforços internacionais para pôr fim aos conflitos em Gaza e estabelecer uma estrutura política que governe o enclave após os combates.

A medida ainda está sujeita à aceitação por parte de Abbas, que pode solicitar que Shtayyeh permaneça como interino até a nomeação de um sucessor permanente.

Em sua declaração ao gabinete, Shtayyeh, um economista acadêmico que assumiu o cargo em 2019, enfatizou a necessidade de considerar a realidade enfrentada em Gaza, amplamente devastada após meses de confrontos intensos.

Ele ressaltou que a próxima fase exigirá “novos arranjos governamentais e políticos que levem em conta a realidade emergente na Faixa de Gaza, as negociações de unidade nacional e a necessidade urgente de um consenso interpalestino”. Ademais, defendeu a extensão da autoridade sobre todo o território palestino.

A Autoridade Palestina, estabelecida há três décadas sob os acordos de paz provisórios de Oslo, exerce autoridade limitada sobre partes da Cisjordânia ocupada, tendo perdido o controle de Gaza em 2007 após confrontos com o Hamas.

As facções Fatah, que controla a AP, e o Hamas têm buscado um acordo para formar um governo de unidade e devem se reunir em Moscou na quarta-feira (28), segundo uma autoridade do Hamas.

“A renúncia do governo de Shtayyeh só faz sentido se ocorrer dentro de um consenso nacional sobre os arranjos para a próxima fase”, afirmou à Reuters Sami Abu Zuhri, autoridade sênior do Hamas.

Israel expressou sua determinação em destruir o Hamas e declarou que não aceitará o governo da Autoridade Palestina sobre Gaza após os conflitos. A guerra teve início após um ataque liderado pelo Hamas no sul de Israel em 7 de outubro, resultando na morte de aproximadamente 1.200 israelenses e estrangeiros, de acordo com registros oficiais.

Até o momento, quase 30 mil palestinos foram mortos nos confrontos em Gaza, e grande parte da população foi deslocada de suas residências, conforme relatam autoridades de saúde.

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo