Hora Brasileira

Todo Black é Power: empresária de Belo Horizonte transforma transição capilar em empreendimento de referência no mercado de beleza Afro

Publicidade

Todo Black é Power: empresária de Belo Horizonte transforma transição capilar em empreendimento de referência no mercado de beleza Afro

Dandara Elias, aos 32 anos, supera desafios e cria instituto que já atendeu 17 mil pessoas e formou mais de 200 profissionais da área
Imagem de fundo rosa, com o desenho de uma bela mulher negra, com o seu poderoso cabelo Black Power.

Dandara Elias, uma empreendedora de 32 anos, se tornou referência no mercado de beleza afro ao fundar o Todo Black é Power (TBP), um instituto especializado em cuidados com cabelos crespos, cacheados e em transição capilar. Contrariando estatísticas desde jovem, Dandara transformou sua própria experiência de transição capilar em um negócio que vai além da estética, promovendo autoestima e empoderamento.

Imagem de fundo rosa, com o desenho de uma bela mulher negra, com o seu poderoso cabelo Black Power.O início da jornada empreendedora de Dandara se deu durante sua própria transição capilar, um momento desafiador para muitas pessoas negras que decidem assumir a textura natural de seus cabelos. Após uma viagem à África do Sul, onde teve contato com a diversidade de texturas capilares dentro da comunidade, a empresária decidiu não alisar mais os cabelos.

“Quando retornei de uma viagem que fiz para a África do Sul, decidi nunca mais alisar os cabelos. Eu era vista como uma pessoa meio louca. Ouvia comentários do tipo, ‘isso não existe, uma vez que você alisa, precisa alisar para sempre’, e até mesmo ‘como é que você vai trabalhar com esse cabelo?'”, contou Dandara.

Essa decisão deu origem ao Todo Black é Power (TBP), um instituto que visa ajudar homens e mulheres a se libertarem das químicas nos fios, como produtos de alisamento e progressiva. A marca não se limita apenas aos cuidados capilares, expandindo-se para a produção de camisetas com frases de afirmação black.

Com uma trajetória inspiradora, Dandara, filha de pai serralheiro e mãe empregada doméstica, cursou Ciências do Estado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), destacando-se como uma jovem determinada a mudar o mundo, inicialmente através da política.

No último ano de graduação, um intercâmbio para a África do Sul expandiu sua compreensão sobre questões raciais e racismo, transformando sua visão sobre a aceitação capilar em uma missão de empoderamento.

“Foi a partir disso que descobri que também poderia mudar o mundo em outras áreas, inclusive ajudando pessoas a libertarem seus cabelos das químicas de alisamento”, disse.

Atualmente, o Todo Black é Power já atendeu 17 mil pessoas e formou mais de 200 profissionais na área de cuidados capilares. Localizado na Rua José Nicodemos Brasil, no bairro Nova Floresta, Região Nordeste de Belo Horizonte, o instituto destaca-se por sua equipe diversificada, composta principalmente por pessoas negras, LGBQIAP+, mulheres, mães e jovens da periferia.

Dandara Elias não apenas quebrou barreiras no mercado de beleza, mas também criou um espaço de criação e educação, promovendo a aceitação dos cabelos afro e impulsionando a representatividade no setor da beleza. O Todo Black é Power é mais do que um empreendimento; é um movimento de empoderamento e valorização da beleza natural.

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo