Hora Brasileira

Confronto na CPI: Delgatti acusa Moro e revela invasões de mensagens

Confronto na CPI: Delgatti acusa Moro e revela invasões de mensagens

Na CPI dos Atos Golpistas, o hacker Walter Delgatti Neto e o senador Sergio Moro trocam acusações. Delgatti, conhecido como hacker da "Vaza Jato", revela detalhes de suas invasões.
O hacker Walter Delgatti Neto e o senador Sergio Moro (União-PR)
O hacker Walter Delgatti Neto e o senador Sergio Moro (União-PR)

O hacker Walter Delgatti Neto e o senador Sergio Moro (União-PR) bateram boca na sessão desta quinta-feira (17) da CPI dos Atos Golpistas. O hacker, que prestava depoimento, chamou Moro de “criminoso contumaz” e, em resposta, foi chamado pelo ex-juiz de “bandido”.

Antecedentes de Delgatti:

Delgatti Neto ficou conhecido como o hacker da “Vaza Jato”, em 2019, quando invadiu dispositivos eletrônicos e vazou mensagens atribuídas ao então ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro, a integrantes da força-tarefa da Lava Jato e outras autoridades.

Detalhes do Embate:

Na sessão desta quinta, o clima entre os dois foi de embate. Moro citou condenação de Delgatti pelo crime de estelionato, relacionado a golpes que teriam sido cometidos em Araraquara (SP), e perguntou ao hacker quantas vítimas ele teria prejudicado. Delgatti respondeu com acusações contra Moro, levando a mais trocas de acusações.

Novo Embate:

Posteriormente, Sergio Moro mencionou que Walter Delgatti teria invadido os aplicativos de mensagens de mais de 170 pessoas. Delgatti confirmou e trouxe à tona conversas do ex-juiz com o então procurador Dallagnol.

Operação Spoofing:

Pela invasão aos celulares de Moro e outros integrantes da Lava Jato, Walter Delgatti Neto foi alvo da Polícia Federal na Operação Spoofing e preso.

Invasão ao CNJ:

Recentemente, o “hacker de Araraquara” voltou à mira da Polícia Federal pela invasão de sistemas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para a inclusão de um falso mandado de prisão contra o ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Liberação e Reclusão:

Em 2020, Walter Delgatti Neto foi posto em liberdade, com a adoção de medidas cautelares. Nos últimos meses, voltou a ser preso e solto diversas vezes, com destaque para sua prisão na operação da PF que investiga o plano para invadir sistemas do Judiciário.

O vídeo do canal “Portal do José” intitulado “EXTRA! HUMILHAÇÃO INACREDITÁVEL! CPMI AGORA: MORO TENTA DEFENDER BOLSONARO: FINAL FOI INESPERADO!” aborda os recentes acontecimentos políticos no Brasil. O vídeo destaca o depoimento de Walter Delgatti, conhecido como o “hacker de Araraquara”, na CPMI do 8 de janeiro. Delgatti fez revelações bombásticas sobre o envolvimento do ex-presidente da República e de militares de alta patente em atividades criminosas. O vídeo também mostra o confronto entre o Senador Sérgio Moro e Delgatti, onde Moro tenta descredibilizar o hacker mencionando seu passado criminal, mas Delgatti rebate acusando Moro de hipocrisia. O apresentador sugere que os depoimentos podem levar a novas investigações e possíveis pedidos de prisão.

Assista ao vídeo no canal do Jose

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo