Hora Brasileira

Crise ambiental: Pantanal em chamas ameaça fauna e flora

Crise ambiental: Pantanal em chamas ameaça fauna e flora

Incêndios devastadores no Pantanal ameaçam biodiversidade e fecham rodovias. Urgência na conservação e resgate da fauna em meio à emergência ambiental.
Imagem de jacaré carbonizados por queimadas no Patanal.
Imagem de jacaré carbonizados por queimadas no Patanal.

O Pantanal, tesouro natural e lar de uma rica biodiversidade, enfrenta uma crise ambiental sem precedentes neste mês de novembro. Mais de 3 mil incêndios consumiram mais de 1 milhão de hectares do bioma, tornando este o pior novembro em focos de fogo desde 2002. A situação é alarmante, com a rodovia Transpantaneira fechada, pousadas evacuadas e uma triste realidade: a fauna e a flora pagando um preço altíssimo pela imprudência humana.

Incêndios alastram-se e fecham rodovia Transpantaneira

O fogo que assola o Pantanal há mais de 30 dias avançou pelo Parque do Pantanal e Encontro das Águas, atingindo a rodovia Transpantaneira, principal acesso ao bioma em Mato Grosso. Com mais de 290 agentes lutando contra as chamas, a situação está fora de controle, como alerta o biólogo Gustavo Figueiroa, diretor do projeto SOS Pantanal.

O veterinário Anderson Fernandes Barreto expressa a triste realidade: “O Pantanal era um bioma que tinha muito animal, hoje a gente chega nesses pontos e tá até difícil de encontrar animais vivos. Infelizmente o que a gente está vivenciando aqui é um cemitério a céu aberto.”

Áreas mais afetadas e alerta nas estradas

De acordo com dados alarmantes, as áreas mais atingidas incluem a Terra Indígena Tereza Cristina, o Parque Estadual Encontro das Águas e o Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense. O fogo avançou também pela BR-262 em Mato Grosso do Sul, tornando as estradas perigosas devido à visibilidade mínima causada pela fumaça.

Anderson Barreto faz um apelo para que motoristas sejam prudentes ao transitar pela rodovia, pois animais tentando escapar do fogo podem cruzar a via, aumentando o risco de atropelamentos.

Resgates e cenas de desespero

O Grupo de Resgate de Animais em Desastres (Grad) trabalha incansavelmente para salvar a fauna atingida pelos incêndios. Cenas como a de uma ave com parte do corpo sangrando e um sapo sendo refrescado com água comovem, mas também mostram a urgência em proteger a vida selvagem.

Imagens da ave Cabeça Seca, sendo cuidada pelos socorristas.
Ave Cabeça Seca resgatada – Foto: Equipe GRAD

Tragédia para a fauna: antas, onças e outros animais em fuga

A zoóloga Abigail Martin registrou o desespero de antas fugindo das chamas e um ouriço com todas as patas queimadas. Uma onça-pintada, conhecida como Patrícia, foi vista sozinha entre as cinzas, enquanto outras imagens mostram a triste realidade de um jacaré morto pelas chamas. O bioma que abriga uma rica diversidade de espécies .está sendo devastado.

Pantanal em números: uma catástrofe ambiental

Os números são chocantes: mais de 1 milhão de hectares consumidos pelo fogo, três vezes mais do que em 2022. Nos primeiros 15 dias de novembro, foram registrados 3.024 focos de fogo, marcando o pior novembro desde 2002. O governo de Mato Grosso declarou estado de emergência ambiental e recebeu reforço de 90 brigadistas do governo federal.

A urgência da preservação do Pantanal

Além do impacto na biodiversidade, o Pantanal desempenha um papel crucial como regulador natural de enchentes e reservatório de água doce. A crise atual não apenas coloca em risco inúmeras espécies, mas também compromete os recursos hidrológicos essenciais para o abastecimento de milhões de pessoas.

O apelo é claro: a conscientização, a prudência nas estradas e ações imediatas são cruciais para preservar este ecossistema único. O Pantanal, que já enfrenta ameaças constantes, clama por nossa atenção e ação. A responsabilidade é coletiva para evitar que este tesouro natural seja reduzido a cinzas.

Leia também

Publicidade

Compartilhe

Publicidade

Bem Vindo ao HoraBrasileira

Nosso blog se destaca pela ampla variedade de conteúdos, incluindo política, economia, cultura, entre outros, com contribuições de colaboradores globais. Oferecemos nosso conteúdo em vários idiomas, essencial tanto para brasileiros no exterior quanto para estrangeiros.

Nossa missão é fornecer informações precisas, confiáveis e imparciais, com uma abordagem equilibrada, apesar de nossa orientação política progressista.

Comprometidos em manter a comunidade brasileira no exterior bem informada, garantimos acesso a notícias atualizadas e equilibradas sobre o Brasil e o mundo em diversas plataformas e idiomas.

Se você tem paixão por escrever e algo a dizer, queremos ouvir!

Pular para o conteúdo